Tailândia

Tailândia

 

  SOBRE O LUGAR

 

A Tailândia é o meu país TOP 1, juro desejo que cada leitor deste blog um dia possa conhecer esse país intenso, acolhedor, colorido, apaixonante!

Considero um país completo, você poderá visitar templos, praias, conhecer uma culinária e costumes diferente do ocidente, preenche quesitos de viagem para casais apaixonados à jovens solteiros, o lugar é único.

Eu comecei, apaguei, recomecei novamente a escrever sobre a Tailândia, tenho tantas informações para compartilhar desse lugar incrível que às vezes fico sem saber por onde começar!

Resolvi fazer um post com dicas importantes para você começar a programar a sua viagem para o país e então postar de forma detalhada cada lugar que passei por esse país, seria impossível fazer um único post sobre o lugar, a Tailândia foi a nossa escolha de  lua de mel e saímos de lá tão tão apaixonados que decidimos retornar ao país 1 ano depois na companhia de amigos.

Difícil explicar tudo que senti ao conhecer o país, mas não tenho dúvidas de que voltei diferente de lá, o país queridinho de todos os mochileiros do mundo!

A Tailândia fica no Sudeste Asiático, fazendo fronteira terrestre com Cambodia, Laos, Myanmar (antiga Birmânia) e Malásia muitos viajantes incluem no roteiro estes países em uma só viagem.

Os tailandeses são muito cordiais com os turistas e não economizam nos sorrisos.

  COMO CHEGAR

 

Acredite, essa é a única etapa trabalhosa da viagem!

A porta de entrada da Tailândia e na maioria das vezes da Ásia e do Sudeste asiático é Bangkok, não é uma viagem curta, são pelo menos 24h de voo, não existem voos diretos e  pela distância é necessário fazer pelo menos 1 conexão, não é barato e em média uma passagem de classe econômica fica em torno de 2800-4000 ida e volta, mas tooooooodo o esforço vale MUITO a pena!

É válido programar um stop over (pausa estratégica na conexão de ida ou na volta, para tornar menos cansativo e aproveitando mais um destino, algumas companhias aéreas nem cobram esse período, não custa nada simular)

 

São Paulo, Brasil.

Existem empresas aéreas que saem de São Paulo com destino a Bangkok e as conexões podem ser feitas na Europa ou no Oriente Médio.

 

➜ Conexões na  Europa:

Voos da Air France - Paris

Voos da British Airways - Londres

Voos da KLM - Amsterdã

Voos da Lufthansa- Frankfurt

Voos da Turkish - Istambul

Voos da Swiss - Zurique

 

➜ Conexões no Oriente Médio:

Voos da Emirates, Etihad ou Qatar Airways.

 

➜ Emirates

É a melhor opção (melhor companhia aérea, melhor serviço, estão entre as melhores do mundo). 

Foi a nossa escolha (São Paulo | Dubai | Bangkok), quanto a nossa experiência com o voo, só tenho elogios para a empresa, apesar de ser o voo mais longo da vida, também foi o mais incrível, no vôo eles serviam Salmão, Cordeiro, risotos, sobremesas incríveis, vinho à vontade e por uma pequena taxa você conseguia utilizar o wi-fi sem problemas, gostamos tanto que no ano seguinte compramos pela mesma empresa aérea.

 

  QUANDO IR

 

Se você está considerando uma ida para a Tailândia com direito a conhecer suas praias paradisíacas, esse tópico é MUITO VALIOSO para você!

As condições meteorológicas influenciam diretamente uma viagem para o litoral da Tailândia, existem as famosas monções asiáticas, fuja delas!

➜ Monções asiáticas - São ventos que mudam seus sentidos ao longo das estações do ano e carregam ar úmido do oceano para o continente podendo acarretar em tufões e furacões, dias chuvosos, passeios cancelados, alertas, ciclones tropicais, mau tempo, alagamentos, durante este período as diárias chegam a cair até 60% do valor, os locais turísticos ficam mais vazios

As monções começam em junho e terminam em setembro, podendo se estender até outubro, podendo começar um mês antes ou depois (acometem os países do sudeste asiático - Camboja, Laos, Vietnã, Malásia, Filipinas, Indonésia, Myanmar, Cingapura, Brunei e a Tailândia), o período seco e com menos chuvas vai de novembro à fevereiro.

➜ RESUMINDO:

Pior época: Abril à outubro (quente, chuvas e monções)

Entre março a maio - calor e umidade sobem consideravelmente, apesar de não existirem monções.

Melhor época: Novembro à fevereiro.

Alta temporada (lotado): Dezembro à fevereiro - espere pagar um pouco mais e lugares turísticos abarrotados, faça reservas de hotéis com antecedência, principalmente o período de natal e ano novo!

 

Se estender a viagem para:

Costa do Golfo da Tailândia (Koh Samui, Koh tao, Koh Phangan)

melhor época: Maio à setembro

pior época: Outubro à janeiro

meses instáveis: fevereiro, março e abril

 

  DESLOCAMENTO ENTRE AS CIDADES

 

Existem diversas formas de se deslocar entre as cidades, tudo depende do quanto você quer “economizar” dinheiro, pois não necessariamente isso significa economizar tempo também! Meu conselho, é que você realize seus deslocamentos utilizando avião, com antecedência você consegue boas ofertas. Você pode se deslocar de ônibus e barcos para baratear o custo, porém o trajeto é maior e com uma pitada de aventura.

Alguns trechos utilizamos barcos ou ferrys, algumas ilhas só é possível se deslocar desta maneira, como estávamos em um grupo, em alguns trechos alugamos uma lancha rápida, é um pouco mais salgado mas a comodidade não tem preço!

Compramos as passagens aereas pelo site das empresas e pesquisamos os orçamentos pelo skyscanner.com.br que nos direcionou para o voo mais em conta.

Os voos domésticos nós utilizamos 2 empresas, AirAsia ou NokAir, Thai Airways, Bangkok Airways e Thai Smile. Voamos em quase todas já, minha preferida é a AirAsia, mas independente disso, tenha em mente que na Ásia é super comum os voos atrasarem por horas, então NUNCA planeje deslocamentos com intervalos curtos, não coloque 2 deslocamentos em um mesmo dia, é arriscar muito fazer isso!

O atraso de 1 voo poderá atrapalhar uma programação inteira, desde próximo deslocamento à diária de hotéis! Não faça isso! Acostume-se com a idéia de que por lá os voos não saem no horário, se sair ótimo, você estará no lucro.

As passagens de ferry foram compradas diretamente no site da empresa Lomprayah, não tivemos problema. Os barcos privativos fechamos na hora, negociando valores é possível baixar o preço, seu poder de barganha é maior!

Sugestões de transporte em alguns trechos: 

➜ Bangkok - Phuket  ou Krabi (avião)

➜ Bangkok - Koh Samui (avião)

Koh Samui - Koh Tao - Koh Phangan (Ferry)

➜ Koh Samui - Phuket ou Krabi (avião)

➜ Phuket - Phi Phi (ferry ou barco privativo)

➜ Krabi - Phi Phi (ferry ou barco privativo)

 

  DOCUMENTAÇÃO NECESSÁRIA

 

➜ Passaporte é obrigatório, com validade de no mínimo 6 meses

➜ Visto - não é necessário (brasileiros podem permanecer até 90 dias no país)

 Imigração: Na chegada ao aeroporto, passe pelo controle sanitário para validação da vacinação, preencha o formulário de imigração e  apresente a sua passagem aérea com passaporte

➜ Passageiros provenientes do Brasil apresentando sintomas como náuseas, vômitos ou diarréia são proibidos de entrar no país.  

➜ Embaixada brasileira no país 081-906 4238 e fora do país 66 81 906-4238

 

  VACINAÇÃO

 

➜ A vacina da febre amarela é obrigatória, o país exige o certificado de vacinação internacional (CIV) com imunização prévia de pelo  menos 10 dias.

 ATENÇÃO: o CIV não é o mesmo cartão de vacina de saúde tradicional, por isso procure um posto que forneça o CIV com antecedência, não deixe para última hora.

Na chegada em Bangkok, após desembarcar o passageiro deverá dirigir-se ao balcão de controle sanitário (Health Control) e apresentar o certificado de vacinação, preencher um formulário e receber o carimbo validando o seu certificado (sem isso você não entra no país) para então passar pela imigração e controle de passaporte na sequência.

 

  MOEDA

 

A moeda oficial do país é o Thai Baht (THB), sugiro que você leve dólar ou euro e troque por baths no país, 1 dólar = 34 bath e as notas de 50 e 100 USD são mais valorizadas no câmbio, com melhor cotação.

No aeroporto mesmo, já na área de retirada de bagagens, existem várias opções de casas de câmbio.Por lá eles só aceitam dólar ou euro, nada de levar real ok?

Na viagem, uma forma que praticamos para facilitar a conversão de forma rápida, era cortar o zero do valor em Bahts para tê-lo em reais (valor aproximado). Exemplo: 100 BHT = 10,00 reais.

Troque uma pequena quantia no aeroporto apenas, na rua dos mochileiros você poderá encontrar uma cotação melhor. Não troque tudo de uma vez.

 

  IDIOMA

 

O idioma oficial do país é o tailandês, mas não precisa se preocupar, os tailandeses são muito atenciosos e se esforçam para compreender o turista, muitos arriscam um inglês com sotaque asiático, bem difícil de compreender, mas no final qualquer coisa joga no google tradutor que dá certo!

 

  RELIGIÃO E CULTURA

 

94% da população é Budista, 5% Muçulmanos e 1% Cristãos

O tailandês é  um povo extremamente religioso e respeitam as tradições com disciplina e devoção. Por isso, se você está no país deles, aprenda a respeitar as tradições locais!

Os templos são locais sagrados, é proibido entrar com camisa sem manga, saias  ou shorts acima dos joelhos ( uso de sarongue é uma alternativa), nos templos utilize roupas adequadas cobrindo ombros e joelhos (homens e mulheres) e deixe os sapatos do lado de fora.

 

Na dúvida, observe os locais e aprenda com eles, sente-se com seus pés para trás, nunca aponte seus pés para a imagem de Buda, é um sinal de respeito.

As imagens de Buda são sagradas, não faça brincadeiras em frente delas; Estátuas de Buda não são souvenir. Só compre uma se seu objetivo for “adoração” e não enfeitar a prateleira; na entrada do aeroporto você encontrará recados informando sobre o turismo x buda.

Se for mulher, não toque nos monges nem os encare diretamente nos olhos.

Os templos budistas são mantidos por doações, após sua visitação, é educado doar a quantia que achar conveniente. O Thea, nosso guia em todos os templos realizava doações, não teve 1 se quer que ele não tenha feito uma doação, ele nos explicou que o dinheiro arrecadado é responsável pela manutenção do local.

 

Existem templos que você pode comprar uma folha de ouro para colocar no Buda, eles recomendam fazer um pedido e uma oração após colocar a folha no Buda.

Fora de Bangkok, expressar afeto em público não é apropriado, mesmo casais (beijos, mãos dadas, abraços…), evite em sinal de respeito. 

Tire fotos dos monges, dos templos e junto às imagens de Buda de maneira respeitosa.

Curiosidade: Todo homem budista pode ser monge pelo tempo que determinar (1 semana, 1 mês, muitos anos…).

 

  POLÍTICA

 

O país possui uma monarquia constitucional.

O primeiro-ministro é o chefe do governo e o monarca é o chefe do estado.

Imagens do monarca se espalham por toda a cidade, desde notas de dinheiro, selos de correio, outdoors, quadros, os tailandeses são apaixonados pelo antigo rei.

Trate as imagens do rei Bhumibol Adulyadej e de sua família com o mesmo respeito – ele foi como um pai para os tailandeses, o dia do seu aniversário comemora-se dia dos pais no país.

 

  TRANSPORTES

 

➜ Tuk-Tuks

Os transportes tradicionais do país, triciclos motorizados com uma adaptação de “cabine”  para 2 ou mais passageiros, espalhados por todos os lados de Bangkok. Na Tailândia, a corrida de tuk -tuks são atraentes entre 20 e 30 BHT, mas nem sempre é o mais seguro. Tivemos uma experiência um tanto quanto desconfortável por lá, os motoristas não falam muito bem inglês e fizemos uma corrida a qual o motorista nos levou em uma loja de ternos antes do destino final, geralmente estas lojas pagam a gasolina deles para levar clientes até a loja, como saímos da loja rapidamente, ele ficou contrariado conosco e nos deixou distante do ponto acordado, geralmente eles levam os passageiros nestas áreas de compras, diferentes do destino original.

➜ Uber

Utilizamos uber em Bangkok sem muitos problemas, até acho uma das melhores opções por lá! Mas dependendo do horário prepare-se para um congestionamento cabuloso.

➜ Metrô

Arriscamos andar de metrô na capital tailandesa e foi uma aventura à parte! Foi divertido, nós nos perdemos e nos encontramos diversas vezes, mas encontramos diversos tailandeses atenciosos e prestativos que nos ajudarem, vale super vale a experiência! O metrô (MTR), Skytrain (BTS) e os barcos coletivos são opções seguras de transporte.

➜ Táxi

O valores da corrida são super em conta! O grande problema é o taxímetro, nessa história sua corria poderá ser inflacionada pelo motorista, alguns amigos utilizaram táxi e não tiveram boas experiências, uns relataram que o motorista enrolou no meio do caminho para tornar a viagem mais longa e faturar mais. Se você tem a opção do UBER não faz sentido utilizar táxi.

Aluguel de veículos

É possível alugar um carro ou moto, porém a CNH brasileira ou a carteira internacional de habilitação não são aceitas, você precisará de um documento tailandês específico. Nos veículos o volante é do lado direito. Não aconselho esta opção na capital. As famosas scooters são alugadas até sem carteira de motorista, mas eu achei meio loucura andar de carro por lá

        

  GASTRONOMIA

 

Eu particularmente amei a comida tailandesa, porém após 2 semanas na região os brasileiros ficam sedentos por um prato de carne vermelha, arroz e feijão, isto porque os tailandeses consomem mais frutos do mar, frango e carne suína.

 

As comidas não são salgadas, mas bem temperadas (adoram especiarias) e muito muito apimentadas! Se você não é amante de pimenta, solicite no pedido que retirem, ainda sim pode vir um pouco apimentada! Não subestime o apimentado dos tailandeses, você poderá cuspir fogo! juro!

Adoram gengibre e um molho de peixe que eu particularmente não gostei! Possuem uma culinária única, bem característica e misturam no mesmo prato todas as proteínas, estranhamos muito comer frutos do mar misturado com carne suína. A culinária é uma mistura de comida indiana (curry, várias carnes e vegetais) com comida chinesa (noodles) com um toque tailandês (arroz e coco)

Arroz é algo bem valorizado na culinária tailandesa, seja frito, cozido, na composição do macarrão (noodles), na sopa ou como sobremesa, a base da cozinha é ele! O sticky rice (arroz, coco e manga) é uma sobremesa tradicional do país, pode ser comido com a mão ou no palito, é um arroz meio papado.

Os camarões empanados são sensacionais geralmente acompanhados por um molho agridoce laranja, incrível! Trouxemos vários pro Brasil na mala!

O que tentamos fazer foi provar de tudo um pouco e fazer a imersão na cultura tailandesa local, não só nos prender à restaurantes de renomes mas tentar comer em restaurantes.

Pedimos ao guia para nos levar à feiras e restaurantes que ele frequentava com a família e foi uma experiência incrível.

Se prepare para comer com garfo e colher, por lá não é como por aqui que comemos de garfo e faca, é um se vira nos 30! Até o final da viagem você fica craque para manipular os talheres sem faca, geralmente os pedaços de proteínas são menores e sem dificuldades para comer, práticos não?
 

Comidas de rua

As comidas de rua são parada obrigatória, preparem o estômago (risos), um aviso prévio, as comidas não são das mais higiênicas e você poderá ganhar um brinde, porém tem que experimentar!

Deixe a frescura de lado, confia em Deus, no seguro viagem e se joga!

É um jogo de sorte ou azar, no meu caso eu tive sorte e boas experiências! No caso do Beto já não posso dizer o mesmo, o coitado ficou com piriri por alguns dias, morreu mas passa bem!

Sério, é uma excelente maneira de conhecer e explorar a culinária local, é barato e saboroso! Eu juro!

Não saia de lá sem comer suas frutas, elas são saborosas, tome o famoso Mango, repita e seja feliz! Eu provei tudo que eu podia nas feiras, provei mesmo e sobrevivi!

Tome medidas importantes:

- Beba água mineral

- Evite consumo de gelo

- Observe a higiene do local e manipulação (ou feche os olhos).

 

Supermercados

Se existe uma programação tradicional para nós, essa chama-se visitar o mercado local, adoramos passear pelas prateleiras e ver produtos diferentes, sempre compramos alguns para experimentar.

Pedimos ao Thea (nosso guia) para nos levar em um supermercado e nos apresentar produtos tradicionais deles, saímos de lá cheios de sacola, até óleo de coco eu trouxe de lá, que por sinal é maravilhoso!

Na Tailândia compramos frutas desidratadas sensacionais, molhos agridoces, snacks e outros

 

Insetos

Eu não comi, o beto arriscou! Mas o fato é que o nosso guia nos explicou que são produtos para turista ver e comer e não tradições locais, porém no norte da Tailândia existem povos que comem grilos e larvas sim, inclusive no dia ele comprou para a sua esposa comer. O beto comeu o besouro, o trem entalou na garganta e ele cuspiu, mas disse que o grilo é crocante!

 

  NA BAGAGEM

 

➜ Kit primeiros socorros

➜ Adaptador universal de tomada

➜ Documentação

Guarde seus documentos em uma pasta, envolva com plástico) algumas viagens são feitas de barco, assim não corre o risco de molhar e estragar.

➜ Produtos de higiene pessoal

➜ Roupas leves, roupas de praia, chapéu (o sol é forte)

➜ Sapatos: rasteiras, tênis (no dia do templo, procure utilizar um sapato prático para tirar, para entrar é preciso estar descalço e você vai tirar e colocar o sapato várias vezes, eu fui de rasteira e isso facilitou minha vida) 

Nos templos, utilize roupas específicas, é necessário cobrir ombros e joelhos, nada de transparências ou roupa justa. (eu comprei um sarong, adoro ficar temática nos lugares)

Na praia utilize roupas práticas, leves, frescas, havaiannas, você não vai usar salto por lá as ruas são de paralelepípedo e você vai caminhar na areia também, seja prático.

➜ Homens podem levar bermudas, sungas e chinelo, a regra dos ombros e joelhos é válida também para o sexo masculino nos templos então considere uma calça ai na história.

 

  MASSAGEM

 

A massagem tailandesa é conhecida mundialmente e isso não é à toa! É barata, é relaxante, é incrível, durante a lua de mel fizemos massagem diariamente, por favor não saia da Tailândia sem uma massagem! Tem que ter no seu checklist tailandês! Sério!

Importante, na Tailândia boa parte dos massagistas são transexuais, deixe seu preconceito de lado (se ele existir), respeite o próximo e não perca a oportunidade de fazer uma das melhores massagens da sua vida!

No Brasil uma massagem relaxante fica em torno de 250-300,00 e na Tailândia você pagará em média 15-20 reais por pelo menos 30 minutos.

 

  INFORMAÇÕES EXTRAS

➜ Voltagem: 220v (tomadas semelhantes a do brasil) - sempre leve carregador universal porque algumas são mais largas - tomadas tipo A,B e C

➜ Faça seguro viagem, faz muita diferença, pense que você está saindo do ocidente ao oriente, tudo é diferente e seu corpo pode sentir isso!

➜ Porte de drogas = pena de morte

  Fuso horário - 9 horas do Brasil

  Chip de celular - você pode comprar na saída do desembarque do aeroporto. Empresa: TrueMove

 

 

 

A Tailândia é um país abençoado e cheio de boas energias.